Ópera Garnier

A Ópera Nacional de Paris é um imponente edifício de estilo neobarroco do século XIX que inspirou a conhecida obra "O Fantasma da Ópera". 

Situada no Palácio Garnier, a Ópera Garnier é um imponente edifício neobarroco que, junto com a Ópera da Bastilha, forma a Ópera Nacional de Paris. Trata-se do lugar que inspirou a conhecida obra “O Fantasma da Ópera”. 

O passado da Ópera

Depois da decisão de Napoleão de criar um novo edifício para a ópera, foi promovido um concurso que contou com a participação de mais de 170 arquitetos apresentando seus projetos. Finalmente, o jovem arquiteto Charles Garnier foi o vencedor e realizou o design do edifício.

Antes de que o edifício fosse terminado, Napoleão decidiu que era necessário construir uma avenida que unisse a Ópera com o Palace des Tuileries, fazendo com que dezenas de famílias fossem expropriadas das suas casas para que sua ambição fosse satisfeita. O imperador, no entanto, nunca utilizou a avenida que ordenou construir.

Os trabalhos de construção do edifício começaram em 1860, mas só foram terminados em 1875 devido a diversas complicações, como falta de estabilidade do terreno, a guerra de 1870 ou a queda do regime imperial.

Finalmente, depois do elaborado trabalho realizado por 14 pintores e artesãos e 73 escultores, em 1875 aconteceu a inauguração do edifício, à qual o próprio arquiteto não foi convidado por ter uma relação conflitiva com Napoleão. Garnier teve que pagar sua entrada e se colocou em segundo plano.

Um passeio Ópera Garnier

Durante o percurso pelo Palácio Garnier é possível contemplar o luxo e a opulência que rodeavam as pessoas que compareciam à ópera, não só para desfrutar do espetáculo, mas para ver e serem vistos.

Alguns dos pontos mais chamativos do edifício são os “Foyers”, vestíbulos por onde os espectadores passeavam durante o entreato, os quais estão ricamente decorados com pão de ouro e belos mosaicos. 

A sala de espetáculos, decorada em tons vermelhos e dourados, está iluminada por uma enorme aranha de cristal que ilumina o curioso teto que parece decorado por estranhas pinturas feitas por uma criança pequena. Resulta chamativo o pequeno tamanho da sala, que conta apenas com 1.900 assentos de veludo vermelho, se comparamos com as vastas dimensões do edifício, que ocupa 1.000 metros quadrados.

Provavelmente, um dos elementos mais chamativos do edifício seja a grande escada de mármore branco com uma balaustrada de mármore verde e vermelha que une os dois níveis.

Uma visita majestosa

A Ópera Garnier é um edifício espetacular, capaz de transmitir a riqueza e magnificência que o acompanharam no passado.

É possível visitar a ópera por conta própria ou fazer uma visita guiada. As visitas guias são feitas apenas em inglês e francês e duram 90 minutos, por isso é mais prático visitá-la sozinho.

Horário

Todos os dias, das 10:00 às 17:00 horas.

Preço

Adultos: 10€.
Menores de 25 anos e estudantes: 6€.
Menores de 10 anos: entrada gratuita.
Entrada gratuita com Paris Pass.

Transporte

Metrô: Ópera, linhas 3, 7 e 8.
RER: Auber, linha A.
Ônibus: linhas 20, 21, 22, 27, 29, 42, 52, 53, 66, 68, 81 e 95.

Lugares próximos

Praça Vendôme (532 m)
Igreja Madeleine (575 m)
Capela Expiatória (677 m)
Museu Grévin (750 m)
Museu de Artes Decorativas (970 m)